Clientes são pessoas e não numeros

Estamos na época onde a agilidade é primordial, porém nada deixa o cliente mais feliz do que ser tratado como alguém especial, clientes são pessoas e não apenas uma demanda de trabalho. Gente, é questão de humanidade e não de matemática, como você tem visto e tratado seu consumidor?

Trouxemos hoje um artigo que achamos ser relevante para o atendimento ao cliente de sua marca.

Suporte ao cliente

Às vezes fico frustado, e tenho certeza que você também se frusta, quando liga para uma central de atendimento ao cliente e ouve a gravação, “Sua ligação é muito importante para nós. Por favor, aguarde o próximo agente disponível. “E, em seguida, eles fazem seus clientes aguardarem por um período de tempo que faria a maioria das pessoas se perguntam se a sua chamada é realmente importante para eles.

Ou quando você finalmente consegue falar com o atendente e ele não o trata como uma pessoa. Eles são impessoais e o tratam apenas como um número.

Eles atendem a chamada com desdém e sem entusiasmado na voz, além de seguir com uma série de perguntas impessoais sobre o seu número de conta, os quatro últimos dígitos do seu código de segurança, nome de solteira de sua mãe, só então depois de tudo isso é que eles perguntam como podem te ajudar, esquecendo que clientes são pessoas.

Me frustra quando as os atendentes agem dessa forma, com apatia. Eles não se preocupam com a gente? Afinal de contas, os clientes são pessoas e pagam os seus salários? Eles não sabem do que se trata seu trabalho? Este é o meu pensamento.


Mesmo que eles foram contratados para responder perguntas e resolver problemas, eles realmente têm uma série de responsabilidades muito importantes.

1. Eles são contratados para resolver os problemas dos clientes . Não é isso o que o serviço de atendimento ao cliente costuma fazer?

2. Eles são modelos para os outros. Bom comportamento leva a bom comportamento. Infelizmente, o oposto também é verdadeiro. Então, quando os funcionários forem rápidos e entregarem uma grande experiência de serviço para seus clientes, eles servirão de exemplo para outros na empresa. Isso tem um efeito contagioso que atrai outras pessoas a terem paixão ao trabalho e que estes excelentes colaboradores têm competência para ajudar os seus clientes.

3. Eles são embaixadores da marca para a empresa em que trabalham. Isso vai além das horas que os funcionários ficam no trabalho. Um embaixador da marca é um trabalho 24/7. Nunca falam mal da empresa, estes excelentes colaboradores focados no cliente sabem aproveitar as oportunidades para falar sobre seu emprego.

4. Eles fazem que seus clientes se sintam como clientes. Enquanto um determinado cliente não pode ser o maior ou mais importante cliente que eles têm, eles nunca devem fazer o cliente se sentir como se eles não fossem importantes. E nos poucos minutos que eles estão interagindo com o seu cliente, eles podem fazer o cliente se sentir como se ele fosse seu cliente mais importante.

5. Eles devem restaurar a confiança. Este pode ser a coisa mais importante de todas. Resolver os problemas dos seus clientes é o minimo esperado. A chave é fazê-lo de tal forma que também restaure a confiança . Isso significa que com a atitude certa, a marca passa para o cliente, sensação de carinho, empatia e urgência.

Clientes são pessoas, não números.

Falei recentemente com Janet Poklemba, gerente de experiência do cliente em uma empresa de garantia. A empresa vende programas de garantia de origem e quando algo quebra, os clientes ligam para solicitar um pedido para o serviço.

Seu mantra de atendimento ao cliente para seus funcionários é simples e eficaz, e é a maneira perfeita para resumir este pequeno artigo:

Somos pessoas ajudando as pessoas, não pessoas atendendo demandas.

Deixe um comentário!