A LENDA DA FÊNIX

A LENDA DA FÊNIX

A fênix é um pássaro da mitologia grega. Segundo a lenda, ela teria penas brilhantes, douradas e vermelho-arroxeadas, e seria maior que uma águia.
De acordo com alguns escritores gregos, a fênix vivia exatamente quinhentos anos. Outros acreditavam que seu ciclo de vida era de mais de 90 mil anos.
No final de cada ciclo de vida, a fênix entrava em autocombustão, morrendo em chamas. Passado algum tempo, renascia das próprias cinzas, cada vez mais forte.
Outra característica da fênix seria sua força que a possibilitaria transportar durante o voo cargas muito pesadas. Em algumas lendas, menciona-se que transportariam até elefantes.
A vida longa da fênix e o seu dramático renascimento das próprias cinzas transformaram-na em símbolo da imortalidade e do renascimento espiritual.

Os gregos parecem ter se baseado em Bennu, da mitologia egípcia, representado na forma de uma ave acinzentada semelhante à garça, hoje extinta, que habitava o Egito. Cumprido o ciclo de vida do Bennu, ele voava a Heliópolis, pousava sobre a pira do deus Rá, ateava fogo em seu ninho e se deixava consumir pelas chamas, renascendo das cinzas.
Atualmente os estudiosos acreditam na versão de que a lenda surgiu no Oriente e foi adaptada pelos sacerdotes do Sol de Heliópolis como uma alegoria da morte e renascimento diários do astro-rei. Tal como todos os grandes mitos, desperta reflexões no mais íntimo do ser humano.

Em todas as culturas o significado é preservado: a renovação, a ressurreição, o renascimento, a esperança que nunca tem fim.

Posted By Otimismo

Deixe um comentário!