Nada me Faltará

Nada me Faltará

Antes de completarem uma semana de vida, as pequenas águias já estavam brigando por alimento. Nenhuma delas tinha forças para sustentar sua cabeça por mais de alguns segundos, pareciam bolas de penugem com cabeças bamboleantes. No entanto, na hora em que os pais traziam a comida ao ninho, a águia maior não perdia tempo em bicar a águia menor impedindo-a de alcançar um bocado que fosse. Sua agressão teria sido compreensível se o alimento fosse escasso, ou se os pais não fossem dignos de confiança para suprir-lhes o necessário. Nada, porém, poderia estar mais longe da verdade. As aguiazinhas ganhavam porções de peixe, às vezes, tão grandes quanto elas, muitas vezes havia mais que o necessário para as duas.
A aguiazinha voraz faz-me lembrar nossa própria tolice quando tentamos conseguir algo que pertence a outra pessoa (Tiago 4:1-5). Os conflitos se desencadeiam porque desejamos algo que Deus tenha dado a um amigo, colega, parente ou vizinho. Em vez de pedir a Deus o que precisamos, tentamos conseguir o que Ele deu a outro (Tiago 4:2). Deus, no entanto, tem algo bom para cada um de nós. Não precisamos de nada que pertença a outra pessoa. E certamente jamais precisaremos prejudicar alguém para obter o que necessitamos.
Nosso amoroso Pai celestial tem muito mais do que o suficiente para cada um.


FONTE:
Julie Ackerman Link

Deixe um comentário!