Abençoado Esquecimento

Abençoado Esquecimento

Meu escritório fica no andar de baixo de minha casa, mas eu frequentemente vou a vários cômodos do andar de cima para fazer uma coisa ou outra. Infelizmente, quando chego ao andar de cima geralmente esqueço o que estava planejando quando decidi ir lá. O pesquisador Gabriel Radvansky elaborou uma explicação para este fenômeno. Ele propõe que uma porta serve como uma “delimitação de evento”.

Após conduzir três experimentos diferentes, ele teorizou que uma porta, ou um vão de entrada, sinaliza para o cérebro que a informação guardada na memória pode ser desprezada – mas é frustrante quando estou lá tentando lembrar porque fui até o andar de cima. No entanto, o esquecimento pode ser uma bênção. Quando fecho a porta de meu quarto à noite e vou dormir, é uma bênção esquecer as preocupações do dia.

Quando penso no fato de que Jesus se chamou de “a porta” (João 10:7,9), percebo um novo significado para esta metáfora. Quando as ovelhas entram no aprisco, refugiam-se em um local protegido de ladrões e predadores. No caso dos cristãos, o Grande Pastor é a porta entre nós e nossos inimigos. Uma vez que entramos no abrigo para ovelhas, podemos “esquecer” todos os perigos e ameaças. Podemos desfrutar do esquecimento divino e descansar na proteção do Grande Pastor.

FONTE:

Julie Ackerman Link

18 Atitudes de Auto-Estima

18 Atitudes de Auto-Estima
CONHECENDO A AUTO ESTIMA

Características da baixa auto-estima: insegurança, sensação de inadequação, incertezas e dúvidas constantes, irrefreável necessidade de aprovação, decorrentes, em geral de processos de perda, abandono, rejeição e críticas

Formamos a opinião e o sentimento que temos por nós mesmos na infância, absorvendo dos adultos, o conceito sobre nós próprios. Assim, se formos incentivados seremos confiantes e teremos iniciativa e autoconfiança. Seremos capazes de respeitar, confiar e gostar de nós mesmos. Ao contrário se recebermos críticas, proibições severas e humilhação, nossa tendência será de duvidar de nossa capacidade e teremos baixa auto?estima.

Com a auto-estima elevada, por sua vez, somos o reverso. Ficamos mais dispostos ao elogio e à expressão de afeto, ficamos menos ansiosos, mais auto-confiantes e satisfeitos. Somos capazes de construir relações mais saudáveis e criativas e de conquistar a paz interior. Essa que conquistamos sozinhos e que ninguém nos tira.

18 ATITUDES DE AUTO- ESTIMA

1) Seja o melhor amigo que você tem. Incentive e ame a si mesmo. Não tenha expectativas de ser perfeito. Dê uma chance a si mesmo.

2) Tome tempo para gozar sua vida. Escolha algo que você gosta e programe isto dentro do seu tempo, assim como marcaria uma consulta médica importante. Faça disso uma prioridade.


3) Livre-se do passado. Abra mão da dor, da raiva, das desilusões e da culpa. Se alguma delas voltar a se infiltrar na sua vida, livre-se dela quantas vezes for preciso.

4) Não tente agradar a todos. Essa é uma tarefa humanamente impossível. Aprenda a dizer NÃO, pois em muitas situações essa expressão não só é inevitável como necessária.

5) Estabeleça metas para sua vida. Reveja regularmente suas metas a curto e longo prazo. Não tenha medo de buscar algo difícil.

6) Invista no autoconhecimento, Investigue-se, dedique mais tempo a você, suas necessidades, suas escolhas. Não tenha pressa.

7) Fale positivamente consigo mesmo.Use afirmações para dar à sua mente uma mensagem fortemente positiva. Canalize a energia que você tem dentro de si para levá-lo à sua meta escolhida.

8) Visualize o seu comportamento de sucesso. Em cada aspecto de sua vida, visualize-se atingindo sua meta. Sinta as emoções e o prazer de realizar aquilo a que você se propôs. Torne-se o que pensa.

9) Faça escolhas para sua vida. Você é livre para mudar, para crescer, e para escolher como irá viver o resto da sua vida.

10) Selecione as pessoas que terão o privilégio de viver com você. De fazer parte da sua vida. Existem aquelas que, definitivamente, não valem a pena. O seu tempo é precioso. Não o desperdice.

11) Alie-se a outras pessoas. Aprenda a depender dos outros para obter informações, apoio e exemplos. Você não precisa fazer tudo sozinho.

12) Não culpe ninguém pelos erros que você comete E não encare as criticas como ataques pessoais. Aprenda a receber críticas. Lembre-se que somos pessoas diferentes. Cada uma percebe as coisas a sua maneira, de acordo com as suas circunstâncias e experiências. Sempre podemos aprender com os outros.

13) Acostume-se com sua imagem no espelho e aprenda a gostar dela. Realce as partes que mais gosta. Mas por você, não por conta da opinião alheia. Lembre-se que defeitos todos têm.

14) Ouça a sua intuição. Confie em você. No seu próprio valor, nas suas qualidades, ainda que os outros não reconheçam ou não concordem com você.

15) Busque prazer no trabalho. É onde gastamos a maior parte do nosso tempo. Portanto, além do dinheiro, ele deve ser uma fonte de satisfação.

16) Como está a sua casa? Reflete harmonia, equilíbrio e bem-estar? O seu espaço deve refletir o seu mundo interior. Uma casa desorganizada tende a destruir sua auto-estima. Faça uma faxina já!

17) Escreva o seu roteiro de vida na família. Decida o papel que você quer desempenhar no filme da sua família. Siga o roteiro que você tiver escrito, em lugar do roteiro que foi preparado por você pelas expectativas e decisões do outros.

18) Aceite-se como você é. Ame a si mesmo física, mental e emocionalmente como amaria um amigo querido. Encoraje esse amigo a crescer, não com críticas, mas com uma carinhosa aceitação.

Nilcely Gomes Costa