proverbios populares

Quem vai ao vento perde o assento.

ø Quem tudo quer tudo perde.

ø Quem vai ao mar avia-se em terra..

ø Quem anda à chuva molha-se.

ø Quem não arrisca não petisca.

ø Quem vai à guerra dá e leva.

ø Quem desdenha quer comprar.


ø Os cães ladram e a caravana passa.

ø Águas passadas não moem moinhos.

ø Quem mais alto sobe ao mais baixo vem cair.

ø Quem tem unhas toca guitarra.

ø A guitarra quer-se na mão do tocador.

ø De pequenino se torce o pepino.

ø Deus escreve direito por linhas tortas.

ø Patrão fora, dia santo na loja.

ø Homem pequeno dose de veneno.

ø Ninguém é profeta na sua terra.

ø Depressa e bem há pouco quem.

ø Na terra dos cegos quem tem um olho é rei.

ø O bom filho à casa torna.

ø Os últimos serão os primeiros.

ø À primeira quem quer cai; à segunda cai quem quer; à terceira só cai quem quiser.

ø Ninguém nasce ensinado.

ø Palavra de rei não volta atrás.

ø Vale mais um passarinho na mão do que dois a voar.

ø Por um burro dar um coice não se lhe cortam as pernas.

ø Quem não tem que fazer deita a casa abaixo e volta a erguer.

ø Nem tudo o que reluz é ouro.

ø Para saber tem de passear ou ler.

ø Vale mais quem Deus ajuda do que quem cedo madruga.

ø Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer.

ø Tudo o que não mata engorda.

ø A cavalo dado não se olha ao dente

ø Quem semeia ventos colhe tempestades.

ø Depois da tempestade vem a bonança.

ø Quem muito fala pouco acerta.

ø O silêncio é de ouro.

ø Quem não deve não teme.

ø Roma e Pavia não se fizeram num dia.

Back to Top