Quebrado, Mas Lindo

Quebrado, Mas Lindo

Recentemente minha filha me mostrou sua coleção de vidros marinhos. Também conhecidos como vidros de praia, os variados pedaços de vidro coloridos são, às vezes, peças de cerâmica, mas muitas vezes são pedaços de garrafas de vidro quebradas. Originalmente, o vidro tinha sua finalidade, mas casualmente foi jogado fora e se quebrou.

Se o vidro descartado vai para o oceano, sua jornada está apenas começando. Ao ser implacavelmente agitado por correntes e marés, suas bordas irregulares são trituradas pela areia e pelas ondas, chegando a ter suas formas suavizadas e arredondadas. O resultado é algo lindo. Como uma joia, o vidro marinho encontrou nova vida, valorizada por colecionadores e artistas.

De modo semelhante, uma vida quebrada pode ser renovada ao ser tocada pelo amor e graça de Deus. No Antigo Testamento, lemos que quando o profeta Jeremias viu um oleiro trabalhando, percebeu que se um objeto não tinha a forma desejada, o oleiro simplesmente o remodelava (Jeremias 18:1-6). Deus explicou que, em Suas mãos, o povo do antigo Israel era como o barro, o qual Ele modelava como quisesse.

Nunca estamos quebrados demais para sermos remodelados por Deus. Ele nos ama, apesar de nossas imperfeições e erros do passado e deseja nos tornar belos.

FONTE:

Cindy Hess Kasper


Deixe um comentário!