Updated : in Uncategorized

“SÊ BREVE E AGRADARÁS”

“SÊ BREVE E AGRADARÁS”

Corre o dito que tempo é dinheiro. Não, tempo não é dinheiro. Contudo, não pode e não deve ser desperdiçado, já que os minutos passados não são recuperáveis e o tempo perdido não volta mais.
Muitos têm o mau hábito de perder o seu tempo com atividades inúteis ou dispensáveis e, pior, tentam convencer aos outros que tais atividades são boas, quando apenas representam o atendimento e o apelo dos sentidos, das paixões descontroladas e dos modismos.
Hábito ainda mais repreensível que perder o próprio tempo é perder o tempo dos outros, faltando ou chegando atrasado a um compromisso, deixando de cumprir uma tarefa tratada, relegando os mínimos deveres de cordialidade e respeito para com o tempo alheio.
Por isso, convém ser breve nas coisas do trato diário, para aproveitar melhor o tempo, próprio e alheio. Ser breve é saber administrar o tempo de modo adequado.

(De “Dia a Dia” — Conceitos para viver melhor — de Paulo R. Santos).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *