vôo dos gansos

vôo dos gansos
Quando vemos gansos voando em formação V, ficamos curiosos por quais razões eles escolhem voar dessa forma…

À medida em que cada ave bate suas asa ela cria uma sustentação para a ave posterior e, voando em formação V, o grupo inteiro consegue pelo menos 71% de rendimento a mais do que se cada ave voasse isoladamente.

Sempre que um ganso sai fora da formação, ele sente a força da resistência do ar e, de imediato, retorna à formação para tirar vantagem do poder de sustentação da ave à sua frente.

Quando o ganso líder se cansa vai para o fim da formação, enquanto um outro assume seu lugar, revezando-se.

Os gansos de trás grasnam para encorajar os da frente a manter o ritmo e a velocidade.

Quando um ganso adoece ou se fere e deixa o grupo dois outros gansos saem da formação e o seguem para ajudar e proteger. Eles o acompanham até a solução do problema e então reiniciam a jornada, juntando-se a outra formação até encontrar o seu grupo original.


Pessoas que compartilham uma direção comum e um senso de equipe chegam ao seu destino mais depressa e facilmente, porque elas se apóiam na confiança uma das outras.

Existe força, poder e segurança em grupo quando se viaja na mesma direção com pessoas que compartilham um objetivo comum.

É vantajoso o revezamento quando se necessita fazer um trabalho árduo.

Todos necessitam ser reforçados com apoio ativo e encorajamento dos companheiros.

A solidariedade nas dificuldades é imprescindível em quaisquer situações.

Para o bem do grupo, é fundamental ser um ganso voando em V.

Procuremos nos lembrar mais freqüentemente de dar um grasnado de encorajamento e nos apoiar uns nos outros com amizade e amor.

Que o exemplo do vôo dos gansos possa ser aplicado em nosso dia a dia com nossos irmãos, colegas e amigos.

Deixe um comentário!